Saltar para conteúdo
Cruzeiro Atenas e a rota dos fenícios - Pullmantur

Cruzeiro Atenas e a rota dos fenícios

Siga as pegadas marítimas dos fenícios com Pullmantur

Os fenícios levaram a cabo um cuidado estudo das técnicas de navegação até então desconhecidas. Transformaram-se, rapidamente, em excelentes construtores náuticos e foram capazes de criar, com muito bons resultados, magníficas naves mercantes com uma grande capacidade de carga e também, embarcações criadas com madeiras muito resistentes, para o traslado de pessoas até costas sem explorar. Portanto, este cruzeiro Atenas e a rota dos fenícios leva-o a recriar um desses itinerários que tiveram lugar nas águas do mar Mediterrâneo, começando no Pireu, o porto de Atenas desde a época clássica.

Desde este lugar disporá de uma oportunidade única para conhecer a cidade de Atenas, um enclave que inclui os restos mais famosos da antiga cidade clássica grega, com magníficos exemplos arquitetónicos tais como o Partenon e a Acrópole, que formam um tandem perfeito juntamente com o surpreendente Museu Arqueológico Nacional. Desde a parte mais alta desta histórica esplanada, poderá obter umas impressionantes vistas panorâmicas de toda a metrópole grega. Outros lugares muito importantes de Atenas são o templo de Atenea Niké e o Erecteion, juntamente com a sua Tribuna das Cariátides, que conta com umas chamativas colunas que foram esculpidas em forma de seis altas donzelas.

Posteriormente, o seu cruzeiro Pullmantur permitir-lhe-á viajar até Chania, tradicionalmente conhecida como a Canea. A sua verdadeira identidade reside numa mistura de diferentes culturas, devido às numerosas invasões sofridas ao longo da sua história, um facto muito importante que lhe confere um ambiente turístico inigualável. Entre os principais atrativos de Chania encontra-se a Mesquita dos Jenízaros, que dispõe de uma enorme cúpula, o bairro de Splantziá, de clara influência arquitetónica turca, e o mosteiro da Santíssima Trindade: um lugar ideal para o relaxamento, repleto de vinhas.

Visite La Valeta e Cagliari: dois símbolos turísticos de Malta e da Sardenha

As seguintes jornadas de navegação a bordo conduzi-lo-ão até La Valeta, a atual capital de Malta, que se destaca por ser uma curiosa e pequena cidade de apenas 1 quilómetro de comprimento por 1 quilómetro de largura Este e outros visíveis motivos turísticos levaram-na a obter o título de cidade Património da Humanidade, pela UNESCO. Entre os recantos mais importantes de La Valeta encontram-se a rua da República, uma das mais concorridas do seu centro urbano, o Palácio do Grande Mestre e a imponente Catedral de São João. Juntamente com estas construções, também poderá visitar a Via Merchants, outra das grandes travessias da capital maltesa e o Palácio de Santo António, que atualmente é a residência do presidente do país.

Além disso, a ilha de Malta é também conhecida a nível internacional por dispor de um grande número de recintos de exposições, como por exemplo, o Museu Nacional da Guerra, que é o mais importante e visitado da cidade, o Museu Arqueológico Nacional ou o Museu Nacional de Belas Artes. Todos eles, recolhem no seu interior uma grande quantidade de segredos e detalhes do crescimento e da evolução da história de Malta. Seguidamente, o itinerário marcado deste cruzeiro Atenas e a rota dos fenícios levá-lo-á até Cagliari, a cidade mais grande da Sardenha e a sua capital durante vários séculos, situada na costa sul da ilha.

"Percorra duas magníficas ilhas mediterrânicas"

Entre tudo o que há para ver em Cagliari destacam-se o Castelo de San Michele, que foi construído no século XIV e que atualmente é utilizado como centro de arte e cultura, o Anfiteatro Romano, do século II, que albergava no passado as famosas lutas de gladiadores contra as bestas, a Torre de São Pancrácio, de 130 metros de altura, desde a qual poderá maravilhar-se com as impressionantes vistas de toda a cidade, a Via Garibaldi e a Via Manno: duas importantes artérias comerciais que possuem todo o tipo de marcas e produtos tradicionais, e o Mercado de San Benedetto, reconhecido como o recinto comercial mais grande de toda a Itália.

Descubra os nossos cruzeiros por destinos

Do este ao sul espanhol: o que deve visitar em Cartagena e Málaga

E através das águas do mar Mediterrâneo, navegará até à costa este espanhola, concretamente até à histórica cidade de Cartagena, na Região de Murcia. Foi fundada no ano 227 a.C. e deve a sua denominação atual aos romanos, que depois de derrotar os cartagineses, mudaram o seu nome para Nova Cartago. Ao viajar a Cartagena com este cruzeiro Pullmantur, poderá entrar em contacto com diversas representações da arquitetura espanhola de diversas épocas, desde a barroca até à contemporânea, passando também pela neoclássica. Neste sentido, entre os lugares mais importantes de Cartagena pode encontrar o Teatro Romano, a Casa da Fortuna, uma vivenda completa que data do século I a.C, o Castelo da Conceição, o Anfiteatro e o bairro do Foro Romano.

Desde finais do século XIX, Cartagena foi uma das cidades com maior número de população do sudeste espanhol, devido, sobretudo, ao crescimento da indústria mineira e ao estabelecimento de uma sólida classe burguesa. É precisamente este grupo de população quem ordenou a construção da grande maioria dos edifícios de estilo modernista de Cartagena, entre os quais se encontram o Palácio de Aguirre, a Casa Llagostera e a Casa Cervantes, todos eles desenhados pelo arquiteto Víctor Beltrí. E finalmente, poderá continuar navegando desde a costa murciana até ao porto de Málaga: um cenário perfeito para concluir este cruzeiro Pullmantur.

"As ruas de Cartagena falam de tradição"

Esta cidade andaluza levou sempre implícito um acentuado caráter turístico, graças às diversas praias, povoações e enclaves que dão vida à bonita Costa do Sol. Málaga transformou-se, indiscutivelmente, num dos principais destinos para viajar em Espanha. Entre os seus recantos mais destacados destacam-se a famosa rua Larios, o centro geográfico e sentimental da cidade, o Palácio dos Condes de Buenavista, um recinto construído no século XVI e que, na atualidade, é a sede do Museu Picasso, o Santuário da Virgem da Vitória, em cujo interior existe uma pequena capela que é reconhecida como uma joia do barroco andaluz e o Passeio da Alameda: um dos enclaves malaguenhos com mais encanto para evadir-se da rotina diária.

Cruzeiros emblemáticos pelos Transatlânticos e Especiais